Dilma na cadeia, Google tem ferramentas para comprovar e-mail Iolanda

Talvez Mônica Moura não sabia que o #google hoje é a maior empresa do mundo em comunicação e que
seria muito fácil comprovar se realmente existiu um e-mail com nome “Iolanda” codinome adotado por
Dilma para manter contato e comandar todo esquema junto a marqueteira
De acordo com delação de Mônica Moura, mulher do marqueteiro João Santana, Dilma e ela se comunicaram por meio de rascunhos salvos em uma conta Gmail.
O Google poderá ajudar investigadores da Operação Lava Jato a esclarecer se a ex- presidente Dilma Rousseff
utilizou conta de e-mail para avisar o casal João Santana e Mônica Moura,
marqueteiros do PT, sobre avanços operação. Para isso, a Justiça terá que pedir a quebra do sigilo do endereço
eletrônico. Hoje em dia uma pratica realizada pelo sistema judiciário do Brasil
A empresa possui dados de IPs (identidade das máquinas) que acessaram as contas, incluindo dia e horário, o que poderia ajudar na identificação dos usuários, de acordo com informações da edição desta quarta-feira do jornal
Folha de S. Paulo.
Com todas essas informações e dependendo do conteúdo das mensagens, se forem provados tudo que Mônica
moura disse em sua delação, a Ex-Presidente corre sérios riscos de ir para na cadeia até mesmo antes de LULA
por obstrução da justuça. Hoje Dilma já não tem mais foro privilegiado e seria muito fácil acontecer essa
determinação por ordem do juiz.

Questionado sobre o assunto, o Google afirmou em nota que recebe “regularmente pedidos de autoridades e ordens

judiciais em relação a dados de usuários”. Segundo um relatório de transparência atualizado pela empresa, entre
junho e dezembro de 2016 foram feitas 1.010 solicitações, das quais 60% foram cumpridas.
Ou seja, DILMA já pode ir se preparando, mais um grande escândalo vem por ai!