Huck abre candidatura e faz duras críticas ao capitão Jair Bolsonaro

Huck 



Luciano Huck abriu campanha contra Jair Bolsonaro através de duras críticas ao capitão. O interesse de Huck na política não é novidade pra ninguém pois ele já manifestou o desejo de enveredar por esse caminho.Surpreende são as críticas de Huck ao capitão Jair Bolsonaro. Confira.
Em outros momentos insinua que chegou a vez dele ser o presidente:


“A minha geração tomou as rédeas do dia a dia. Você vê um ministro do Supremo de 47 anos. O CEO da BRF tem 42. É uma geração que ainda não está na política como deveria, mas vai estar.” Luciano Huck, 45 anos


A onda atual começou no dia 30 de março, quando a Folha publicou uma entrevista com Huck em que ele dizia que é hora da minha geração ocupar os espaços de poder. Na boca de outra pessoa, tal declaração soaria como um apelo à renovação da política brasileira. Na de Huck, saiu como a intenção de concorrer à Presidência em 2018.
Grande amigo de fé


Outros movimentos vieram em seguida. No dia 7 de abril, #Huck deu uma palestra na Brazil Conference, um evento promovido por alunos brasileiros da Universidade de #Harvard e do #MIT, em Cambridge, nos Estados Unidos.


Falou quase como se estivesse em seu programa de TV: chegou a levar uma líder comunitária de Belo Horizonte, dona Vanilda, para apresentá-­la como um exemplo a ser seguido. E foi ovacionado pela plateia. Conseguiu ofuscar um elenco de convidados que incluía Sergio Moro, Marina Silva, Fernando Haddad, Armínio Fraga, Gilberto Gil, Wagner Moura e Dilma Rousseff, entre dezenas de políticos, jornalistas, ativistas e celebridades.
A ex­-presidente, provavelmente impressionada com a repercussão de Huck, chegou a criticá­-lo abertamente: “As pessoas confundem auditório de um show de mídia com a solução dos problemas sociais. (…) Vá resolver o problema de 56 milhões de pessoas pra ver se é assim, com essa facilidade”.

Cerimônia

No dia 19 de abril, numa cerimônia em comemoração do Dia do Exército, em Brasília, o apresentador foi um dos condecorados com a medalha de Honra do Mérito Militar, por serviços relevantes prestados à nação brasileira As críticas não demoraram nas redes sociais e nas seções de cartas dos jornais: que serviços foram esses? Mas o mais interessante foi perceber que a caserna nutre simpatia por Luciano Huck. Não que os militares tenham o poder de determinar o próximo presidente, mas o apoio deles não fará mal. Ainda mais neste momento de maré conservadora. É justamente esta maré que pode beneficiar Huck, que nunca escondeu sua simpatia pela centro­direita.

Amigo da elite



Amigo pessoal de #FHC e de Aécio Neves, ele pode tirar vantagem do estrago que a Lava Jato está fazendo na imagem deles e de outros tucanos graúdos, ocupando o vácuo que se abre no PSDB. Huck também tem fogo amigo pela frente, como a possível candidatura do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ou o fortalecimento de outros nomes com um pé no showbiz, como Roberto Justus. Mas talvez seu pior adversário seja ele mesmo. A impressionante coleção de gafes amontoada pelo apresentador ao longo dos anos

Empreendedorismo Entretenimento Esporte Humor Interessante Mundo ...


De qualquer forma, #Huck está com apenas 45 anos. Se não se candidatar no ano que vem, ainda tem muito tempo pela frente. É bom nos acostumarmos, porque esta ideia não tem nada de loucura, loucura, loucura.





magazine Luiza