Apostilas Opção

http://www.apostilasopcao.com.br/apostilas.php?afiliado=13516

Saiba quem é Franklin Martins, o jornalista que quase transformou o Brasil numa Venezuela

Paulo Figueiredo Filho escreve, em seu Facebook:


FRANKLIN MARTINS: O HOMEM QUE EXPLICA O BRASIL

Vocês sabem esse Franklin Martins que está estampando os jornais por causa da delação da esposa  do marqueteiro de Lula?

Então, este homem sozinho explica o Brasil: sua biografia tem comunismo, terrorismo, controle de verba de mídia, cargo político, dinheiro de propina de empreiteira, ligação com ditaduras socialistas, PT, PSDB e, claro, papel de formador de opinião na grande mídia.
Segundo a delação divulgada hoje, a esposa e Franklin eram as pessoas de confiança de Nicolas Maduro,para receber dinheiro vivo - frio, sem contrato - da Odebrecht e Andrade Gutierrez para financiar a campanha de Chavez na Venezuela.
Pois o homem de confiança do ditador venezuelano é o mesmo Franklin que idealizou o sequestro do embaixador americano Charles B. Elbrick em 1969, em conjunto com os grupos terroristas socialistas Ação Libertadora Nacional (ALN) e do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8).
A esposa dele à época foi assessora de um deputado do... do... do.... PSDB. Sim, José Anibal, do PSDB em 1997, auge do governo FHC. Mas sua esposa também assessorou o senador Aloízio Mercadante do.... PT.
Nosso querido Franklin também foi o Ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) do governo Lula, basicamente o homem que decidia com quem o governo Lula iria gastar seus rios de dinheiro de publicidade. Seu papel foi garantir uma mídia dócil ao governo petista.
Só que até então, Franklin Martins, vocês devem lembrar, era o comentarista político... do Jornal Nacional e Jornal da Globo!!! Não só da Globo, mas passou pela redação de quase todos os grandes grupos de mídia do Brasil. Esse homem era um "jornalista respeitado" que falava sobre política aos brasileiros no jornal mais importante da TV nacional.
(Bônus: sua sucessora como ministra da SECOM no governo Dilma foi Helena Chagas, também jornalista política da Rede Globo).
É essa gente que escreve e comenta as notícias políticas para vocês. São esses aí que se colocam como mídia isenta. É essa mídia que é chamada pelos mortadelas - e por Lula, diante de moro - de " mídia de direita golpista" em um teatrinho infantil.
Você tem que ser muito palhaço para acreditar no que lê nos jornais.
O que dizer de um jornalista que tinha por objetivo nos transformar em uma ditadura?
Isto define essa figura monstruosa que atende por Franklin Martins. 
Mas é preciso tomar cuidado: vários outros iguais a ele estão encastelados em vários grandes órgãos de mídia. 
Assim como já ocorre nos Estados Unidos, a grande mídia é uma inimiga da liberdade e tudo fará para nos ver escravizados. 
Fique de olho.

magazine Luiza