BOMBA: Brasília sendo invadida

News Atual

Portal da Notícia


EDITORIAL – Não estamos vivendo tempos em que militares dão as cartas e controlam o país. Ao contrário, as lideranças que comandam uma legião de mais de 300 mil homens insistem em se “esconder” na Constituição. Teimam em não fazer a leitura correta do artigo 142 da Carta Maior. Se acomodam no “catre” da caserna com medo de que uma parcela mínima da população possa pensar “mal” sobre seus movimentos e atitudes. Preferem “revistar” presos, escondidos por toucas ninjas a PRENDER “ladrões” que devastaram o orgulho da nação, entre estes a Petrobrás.

O editor do Cristalvox prefere não perder tempo com a omissão, com a covardia explícita. Entende o editor, homem de 61 anos, reservista, que jurou defender a bandeira e a pátria que os tempos são outros, ao menos aqui no Brasil. Nesse país, onde milhares de jovens passaram por Resende, Pirassununga e Rio de Janeiro jurando a democracia, poucos se curvaram diante de Ministros assumidamente comunistas, sem hesitar. Continuam com essa “sanha” hierárquica de 14 anos sem contestar nada. Chegaram ao ponto de fazer continência para ministro corrupto e a se submeter a ordens de uma mulher comprometida com a luta armada: Ninguém esqueceu que a “cumpanhera” EVA “constrangeu” vários 4 estrelas, sem nenhuma cerimônia.
Outra mulher, essa com fibra, vergonha e patriotismo vai mostrar como se exerce, de verdade o comando. Não de uma tropa “enganada”, mas de um pequeno exército de 10, já que um foi “catapultado” sem o direito de saber o “porquê” da sua ELIMINAÇÃO. A ministra Cármen Lúcia vai mostrar como se exerce, de fato, o PODER.
Brasília estará sitiada moralmente nesse dia. Todos que se acham poderosos, como num passe de mágica buscarão, de todas as formas, encontrar uma explicação para justificar seus ERROS e seu comportamento não REPUBLICANO. Alegarão que foram enganados. Em outros tempos, não retornariam para suas casas: Seriam presos.
Não há que se falar na velha “cantilena” dos comandantes de que a democracia e as instituições estão funcionando regularmente. Ao menos dois dos poderes – Executivo e Legislativo – perderam completamente todas as condições de funcionar regularmente. Seus integrantes, ou pela boca dos executivos da Odebrecht, 77 ao todo, ou por Eike Batista que retorna para contar as “maldades” e as “traquinagens” da Orcrim, não apresentam nenhuma condição de permanecer no controle e comando da nação.
Brasília está sitiada pela imoralidade! Resta torcer pelo “tênue” patriotismo que parece ainda existir nos homens de Tamandaré, Caxias e Eduardo Gomes.
Cristalvox